SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

PREVISÃO DO TEMPO

? ºC Marcelandia - MT
Titulo fixo

✦ Polícia

Cuiabá 14/05/2019 18:14

Mulher foi morta pelo marido e enterrada no quintal de casa em Cuiabá na véspera da viagem para a Espanha onde morava

Benildes foi morta em 2014, mas os restos mortais dela só foram localizados nesta terça-feira (14). No ano anterior, Adilson tinha matado a namorada dele.

 A família de Benildes Batista de Almeida, 39 anos, acreditava que ela tivesse retornado para a Espanha, quando desapareceu em maio de 2014, segundo a polícia. Benildes foi morta e teve o corpo enterrado no quintal da casa do ex-marido, Adilson Pinto da Fonseca, 48 anos, na véspera da viagem para a Europa, onde morava.

O suspeito foi preso nessa segunda-feira (13). O corpo de Benildes foi localizado nesta terça-feira (14).

Benildes morava na cidade de Asturia, na Espanha, e tinha passado uma temporada de cinco meses com a família no Brasil.

De acordo com a polícia, ela continuava mantendo um relacionamento com o suspeito e, inclusive, havia mandado dinheiro para que ele construísse a casa onde ela foi morta e enterrada. Os filhos do casal também viviam com o suspeito, em Cuiabá.

Meses antes, Adilson tinha assassinado a então namorada dele, Talissa de Oliveira Ormond, 22 anos, e enterrado o corpo perto do local onde foram achados os restos mortais de Benildes.

Restos mortais foram encontrados durante escavações — Foto: Polícia Civil-MT/ Assessoria

O corpo de Talissa foi localizado e removido por peritos, nessa segunda-feira. Os ossos das duas vítimas serão submetidos a exames de DNA.

À época do desaparecimento, em 2013, quando Benildes já estava morta, a filha dela entrou em contato com a Polícia Federal e o órgão informou que ela não havia saído do Brasil.

O trabalho de retirada dos ossos foi realizado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

As escavações foram feitas pela Polícia Civil e peritos com o apoio do Corpo de Bombeiros com um cão farejador, Águas Cuiabá e também de um professor de Geologia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

 

Adilson Pinto da Fonseca, 48 anos, está preso suspeito de matar as duas mulheres e ocultar os cadáveres — Foto: Polícia Civil-MT/ Divulgação

Ciúmes

O suspeito alegou que matou as vítimas por ciúmes, mediante discussões ocasionais. O suspeito está preso por duas ocultações de cadáveres e também será indiciado por dois homicídios qualificados das duas mulheres.

Talissa de Oliveira Ormond teve o desaparecimento comunicado em 8 julho de 2013, cerca de quatro dias depois de sumir. A mãe da moça contou que ela tinha saído para trabalhar em uma empresa de telefonia e não mais deu notícias. Na empresa, a chefe da vítima informou à mãe que naquele dia ela tinha trabalhado o dia todo e quando saiu havia um rapaz moreno em uma motocicleta a espera dela. Mas ninguém a viu sair com ele. No dia seguinte, a vítima teria ligado na empresa pedindo socorro. Depois não deu mais notícias.

Da TV Centro América


Titulo fixo

Cidade News Online Comunicações

Rua várzea Grande - 906 - Vila Isabel - Marcelândia

(66) 9999-41856

contato@cidadenewsonline.com.br

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

Copyright © 2012/2019 - CIDADE NEWS ONLINE - TODOS O OS DIREITOS RESERVADOS AO PORTAL
CONTATO@CIDADENEWSONLINE.COM.BR 

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo