Segundo informações, foram os vizinhos da família que denunciaram o crime à polícia ao ouvirem gritos de socorro da idosa que estava  isolada na residência.

Os policiais foram até o local e conseguiram contato com a vítima, que conseguiu se deslocar até a janela e contou que a filha e as netas, responsáveis por seus cuidados, haviam saído há muito tempo e deixaram a casa trancada. Ela também relatou que a situação de repete com frequência.

Os militares entraram em contato com um familiar da idosa e, momentos depois, mãe e filhas chegaram ao local. Elas se exaltaram com a presença da polícia e chegaram a intimidar os policiais. As suspeitas teriam dito que trabalham no Poder Judiciário, que conheciam muitos juízes e, que por isso, os PMs estavam “ferrados”, pois poderiam perder seus empregos.

A equipe policial na abordagem solicitou reforço e deu voz de prisão às três mulheres, por desacato e desobediência.

A filha da vítima contou que trabalha o dia todo e que já estava cansada de cuidar da mãe idosa.

Elas foram encaminhadas para a Central de Flagrantes e deverão responder pelos crimes de abandono de incapaz, maus-tratos, desacato, ameaça e injúria.

A vítima ficou sob os cuidados do filho.

JOÃO FREITAS