SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

PREVISÃO DO TEMPO

? ºC Marcelandia - MT
Titulo fixo

✦ Política

Eleito 08/10/2018 08:02

Eleito, Mauro Mendes escolhe hoje coordenador da transição

Eleito, Mauro Mendes escolhe hoje coordenador da transição

  Eleito governador de Mato Grosso com 840.095 mil votos neste domingo (7), Mauro Mendes (DEM) pretende ainda hoje definir pelo menos o coordenador geral da equipe de transição. “Fiz esse compromisso que no dia seguinte, ao terminar as eleições, nós já iríamos trabalhar por Mato Grosso”, disse o governador minutos depois de confirmar a vitória em 1º turno.   Para Mendes, a vitória é o reconhecimento de sua gestão como prefeito de Cuiabá entre 2013 e 2016. Agora, segundo ele, “aumentou a sua responsabilidade de trabalho”.  

Em uma eleição histórica, já que é a primeira vez que um governador do Estado não consegue à reeleição, democrata obteve 58,69% dos votos válidos, o triplo de votos do governador Pedro Taques (PSDB), que terminou em 3º lugar com 271.952 mil votos (19%). Já o senador Wellington Fagundes (PR) ficou em 2º lugar com 280.055 mil votos (19,56%).  

Nos últimos lugares, Arthur Nogueira (Rede) com 1,73% dos votos, totalizando 24.689 votos, e Moisés Franz (PSOL) com 1,03% dos votos, que representam 14.724 votos.    

Brancos e nulos somaram 325,854 mil votos, o que ultrapassa a quantidade de votos de Wellington Fagundes e Pedro Taques. Já a abstenção alcançou 572.006 mil pessoas, o que representa 24,56% do eleitorado mato-grossense. Confira a seguir as primeiras declarações do governador eleito:   

Prioridades, transição e orçamento    

“Nós temos muitas ações para fazer e vamos planejar desde agora, mas certamente a saúde vai merecer uma atenção especial. Vamos dedicar muita energia para retomar mais de 400 obras paralisadas e muita energia para equilibrar receita e despesa do Estado”, disse Mauro, ao lembrar que deficit de caixa e de resto a pagar são altos. “Precisamos recuperar o caixa do Estado para honrar esses compromissos”.   

A respeito da transição, Mendes aposta na tranquilidade do processo “até porque democracia é isso. Você faz uma disputa eleitoral e ela terminou hoje. E a partir de amanhã com muita tranquilidade e respeito, quero conduzir essas ações”.   

Em relação ao orçamento, Mauro garantiu que vai trabalhar dentro do limite permitido como governador eleito em um regime de transição. Ele espera que a Assembleia Legislativa abra essa oportunidade junto ao atual governo. “Certamente faremos esse diálogo para contribuir para que o orçamento de 2019 seja adequado ao que pensamos e com as nossas propostas”.   

Vice-governador e poderes   

Conforme o democrata, o vice-governador, Otaviano Pivetta (PDT) possui grande experiência, tendo sido prefeito por 3 vezes. “Ele pode contribuir e muito com a gestão. Não só no papel constitucional de substituir o governador quando for necessário, mas no dia a dia, com funções importantes e definidas. Mas isso será analisando em uma conversa que devemos ter mais pra frente”.    

Sobre os deputados estaduais, Mendes pretende primeiro telefonar aos eleitos e parabenizá-los pelo resultado. “Mesmo o que não são da minha coligação receberão minha mensagem. Deixarei a porta aberta para que possamos trabalhar juntos por Mato Grosso”.   

Mauro manifestou intenção de dialogar com os demais poderes, mas de acordo com “a verdade dos números reais do Estado. Disse isso na campanha e a população concordou. Então temos que ter um diálogo franco e sincero. Para entendermos de uma vez por toda que a melhoria do Estado é uma tarefa de todos e não só do governador”.   

Servidor público   

“Tudo que eu precisava dizer na campanha eu disse. Eu fui claro com os servidores. Nós precisamos pagar os direitos dos servidores. Mas nós precisamos criar condições para isso. Não dá pra viver em um Estado onde a grande polêmica é a RGA do servidor. E a saúde que está atrasada? Quantos prefeitos estão sem os devidos repasses? Essas coisas também são importantes. resguardar o direito do servidor é importante, mas temos muitos outros temas importantes que vamos ter que trabalhar junto com o servidor. Mato Grosso tem criar condição para pagar. Mas não podemos criar mais impostos para sustentar uma máquina que cresce todo dia e que não presta serviço de qualidade para a população”.

logo


Titulo fixo
Titulo fixo

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

Cidade News Online Comunicações

Rua várzea Grande - 906 - Vila Isabel - Marcelândia

(66) 9999-41856

contato@cidadenewsonline.com.br

Copyright © 2012/2018 - CIDADE NEWS ONLINE - TODOS O OS DIREITOS RESERVADOS AO PORTAL
CONTATO@CIDADENEWSONLINE.COM.BR 

Titulo fixo
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo