Facebook Twitter Google+ email



Marcelândia-MT Dia 16 de outubro de 2017 - 06:09hs

Por causa do calor intenso, produtores de MT devem colher 32% menos café do que em 2016


No cafezal do agricultor José Turati, em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, muitos frutos foram castigados pelo sol. O calor intenso nos últimos meses levou o agricultor a diminuir a área de cultivo pela metade. Dos oito hectares, hoje ele conta com apenas quatro, todas da espécie arábica.

“Eu tenho que plantar de 14 a 15 mil pés de café. Eu arranquei 7 mil pés, estava com 21 mas já cheguei a ter 28 mil pés aqui. O clima muito quente a temperatura muito alta, em agosto a lavoura estava linda. Aí vem essa alta temperatura em e a planta não resiste”, disse Turati.

Segundo a Conab, Mato Grosso deve colher 84,5 mil sacas de café este ano, 32,6% menos que em 2016. Uma queda brusca, que atinge os planos de indústrias que beneficiam grãos de café na região oeste do estado.

A queda na produção estadual de café também é consequência do abandono de lavouras mais antigas, que já não rendiam muito.

 Do G1 MT 

Facebook WhatsApp Twitter Google+ linkedin
Esta postagem foi publicada em 16 de outubro de 2017 Agricultura, Carrossel de Notícias Topo, Destaque inicial 4 só textos, Economia, Entretenimento Inicial 1, Notícias Extras 3.

Nenhuma banner para exibir

Notícias em Destaque